2 de julho de 2013

DIA 19/42 - PARE DE SE ENGANAR

Passei uns dias longe do livro, mas não definitivamente do foco. Mas preciso concluir o que comecei para provar para mim mesma que sou capaz. Então recomeçando em 3,2,1...


Na próxima vez em que sentir um impulso para comer alguma coisa que não faz parte do seu planejamento, observe o que está passando pela sua cabeça.
Somente em raras ocasiões, as pessoas levam comida à boca sem ter um pensamento que precede o ato de comer.
Preste atenção, especialmente nos pensamentos que começam com a frase:
“Tudo bem comer isto porque...”
Esses pensamentos são, normalmente, auto-ilusórios.
Você precisa se preparar plenamente para eles.

Crie um Cartão de Enfrentamento do tipo "Não está certo".

Não Está Certo
Não está certo comer qualquer tipo de comida se ela não está no planejamento.
Estou apenas tentando me enganar. Cada vez que eu como algo que não devo, fortaleço meu músculo de desistência e enfraqueço o de resistência.
Posso até me sentir bem logo após comer, mas vou me sentir mal depois.
Se eu desejo emagrecer e nunca mais voltar a engordar, eu, absolutamente, preciso parar de me iludir.




5 comentários:

Mari (: disse...

Muito bom isso. Bom pro meu momento.

beijo

http://desapegafastfood.blogspot.com.br/

Carla Renata Galassi disse...

meu problema é.. primeiro eu como.. depois eu penso..isso é.. quando penso.rs..kkkkk.. bjokas lindona e sucesso

Dani Campos disse...

Isso aí querida !!!

Tô atrasada, mas tamo junto ainda hein?

Beijitos
www.adeusobesidade.com

Fátima Duarte _ Na luta Contra a Balança! disse...

Eita amei a dica desse cartão de enfrentamento...
Menina, já perdi as contas das vezes que comecei e parei de ler esse livro...quero muito ler...mas estou "proibida"...kkk, minha psicológa, me proibiu de ler por enquanto esse ou qualquer outro livro, até eu terminar o que eu estou lendo...pq eu tento fazer tudo ao mesmo tempo e acabo desistindo de tudo...enquanto não posso ler, passo o olho aqui pra pegar as dicas!!!!
Bjos

Daniela Charleaux disse...

Eu sou igual a Carla, só penso depois :( preciso mudar isso né.
Beijos!