10 de setembro de 2013

Brincando de gangorra.

Tenho o costume de me pesar todos os dias e anoto na agenda o peso daquele dia. Olhando minha evolução nesses meses, percebi que desde junho que não saio do canto, estou numa gangorra literalmente é um sobe e desce de peso e não saio do canto. Essa brincadeira tem que acabar que a coisa aqui é séria, não posso mais ficar brincando. Tentei ensaiar uma retomada ontem, mas não saiu tudo como planejado não. Contei minhas notas direitinho, tomei os 2 l de água, mas passei a tarde fazendo faxina na casa e acabei não lanchando. Esse foi meu erro, à noite eu estava varada de fome e acabei ultrapassando minhas notas e comendo mais do que deveria. Hoje vou continuar com meu objetivo para ver se consigo passar pelo menos uma semana sem sair das notas diárias. O verão está chegando e com ele a gente se sente mais motivada a comer mais frutas e coisas light. O frio dá uma vontade absurda de se encher de carbo. Com relação a academia, não voltei a malhar. Desde a semana passada que estou com a coluna doendo e estou com medo que piore.

3 comentários:

Vivi Sampaio disse...

Eu tô na mesma situação, agora dei um gás na AF, mas sem melhorar a alimentação não adianta...
Beijão

Luana disse...

O importante amore e que voce nao engordou!
isso e bom de mais!!
bjs

Pat disse...

Tbm empaquei nos 74kg e não saio por nada. A alimentação não tá lá grandes coisas, mas a AF está em dia. Tenho essa mesma sensação que vc..que o tempo está passando e eu fico brincando de perder 300g e engordar 200g..no final o saldo positivo é mínimo. Por isso que eu fiz a avaliação fisica essa semana.

Quanto a coluna, pode ser bom para vc voltar para a academia. Pegar leve. Fazer uns alongamentos. Quando a minha trava (as vzs acontece isso e eu mal consigo andar ou sentar) eu deito no chão, rende a uma parede e tenho fazer um alinhamento de 90º (Entendeu? alinhando a perna na parede e a coluna no chão). Um fisioterapeuta me passou isso uma vez e as vzs funciona bem. Pelo menos alivia bastante a tensão no local. Tente chegar (devagar) a bunda até a parede.

Bjokas